O silêncio pra mim é tão contraditório, ora me alivia, ora me sufoca.
Wallacy Richard.  (via futuro-heroi)
de ilusão em ilusão
até a desilusão
é um passo sem solução
um abraço
um abismo
um
soluço
adeus a tudo que é bom
quem parece são não é
e os que não parecem são
Paulo Leminski    (via sustentadora)
Tem gente (eu) que nasceu pra ser idiota mesmo
Mas fica, meu amor
Quem sabe um dia
Por descuido ou poesia
Você goste de ficar.
Chico Buarque. (via solenista)
Eu me sentia como se estivesse em um grande precipício, sem ninguém para me segurar. Ninguém que se importasse ou que percebesse.
Titanic. (via sutilizar-se)
Mas de uns tempos prá cá, meio que sem querer, alguma coisa aconteceu.
Legião Urbana.    (via inverbos)

Eu queria deitar no seu colo. Eu queria te abraçar. Eu queria estar com você.

P.S. Eu te amo.   
É difícil entender porque os melhores vão embora.
Me perdoe pelos textos mal escritos, pelas frases cortadas e pela falta de conversa. Desculpe pelos momentos clichês, pela raiva e por deixar meu lado emocional passar a frente. Eu nunca tinha sido assim, eu só cansei. Cansei de esconder e guardar. Cansei de fingir que tudo estava bem pra não machucar ninguém. Cansei de noites insones e choros abafados pelo travesseiro ou pelo banho. Quebrei os muros que eu tinha por ele, mas ele se foi. E, os muros, não foram reconstruídos. Eles estavam devastados, e eu também estava. Na verdade, eu ainda estou. Eu me sinto sozinha, sinto como se com qualquer sopro eu vou cair e não vou conseguir me levantar. Noites e mais noites chamando por ajuda baixinho, chamando por um anjo que me salvasse. Eu estou assombrada pelos meus medos e eles não vão me deixar. Eu me sinto indo pro nada e não sei como voltar. Eu queria poder voar e ir pra bem longe. Minhas certezas me assustam e me fazem recuar quando me liberto um pouco. Queria ter percebido antes que podia me salvar.
Mayara Jardim (via sonhavas)
Você é grandioso demais para olhar pra mim. Você gosta de literatura estrangeira e livros de mitologia grega, enquanto me perco nos pequenos poemas do Fernando pessoa e nas crônicas do Caio Fernando Abreu. Você é tão formidável, quando sorri de lado e me olha com desdém, enquanto eu te encaro com olhos de águia e fico sem ar. Somos diálogos de peças diferentes: você indaga Shakespeare e eu ainda aplaudo peças de teatro barato, por mais formidável que seja, nunca estarei aos seus pés. Muito menos ao alcance do seu coração.
Jadson Lemos.  (via semid3us)